SPLIT – Exposição de Fotografia de Flávio Andrade, no Barreiro

SPLIT

Em Split, proponho uma visão sobre despojos que poderiam ser de um qualquer ambiente apocalíptico, como se tratassem de estruturas de um pós-guerra. A luz directa na maioria das fotografias serve como reforço, realçando os aspectos primários dos materiais/instalações, dando-lhes uma impressão táctil, textural. São rasgos de luz, cisões na paisagem, contrapontos. Procurei com a cor, criar ambiências lumínicas, quer pelo espaço organizado – enquadramento, quer pela ausência – sombra, criar momentos psicológicos e estéticos, que garantissem um olhar mais íntimo e pormenorizado sobre o espaço de trabalho.
É também uma referência/saudação ao primeiro momento em que a aldeia viu energia elétrica. Certamente um momento sublime e mágico.
Projecto realizado tendo como base a Mina de São Domingos no concelho de Mértola e distrito de Beja em Portugal. Ano 2016. Fotografia digital.

Sobre o Autor:

Flávio Andrade é formado em Fotografia pelo Ar.co – Centro de Arte e Comunicação Visual.

Como artista visual dedica-se exclusivamente à realização de projectos pessoais tendo como suporte a fotografia. Expõe com regularidade desde 1999.

É formador no Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas (CENJOR), onde leciona cursos de fotografia e fotojornalismo.

Colaborou na área do fotojornalismo durante vários anos para várias instituições, jornais e entidades públicas e privadas, tanto nacionais como estrangeiras onde ainda mantém ligação.

Entre 2003 e 2013 foi professor assistente na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa durante dez anos, onde co-lecionou a cadeira de Teoria e Prática da Fotografia, no Curso de Comunicação Social e Cultural.

Website do autor

Acompanhe-nos nas Redes Sociais::